neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   




Cadelinha corajosa!



Divirta-se no Bate-papo do Eu Confesso. Entre por aqui.



Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 21316 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Atração por travestir
Bom eu tenho uma tara muito grande por trans minha esposa nem imagina às vezes fico vendo sites aond...

Publicado em 5 February 2018 | 7:13 am
Confissão: Tentação demais pra mim
existe um cara com o qual tenho uma atraçao inevitavel. Ele é muito gato, olhos verdes, cabelo lindo...

Publicado em 5 February 2018 | 6:48 am


E agora... O conto de Altamir A. dos Santos :

Meu pai mora no Interior, em um sitio, mora sózinho ficou viuvo há 5 anos e não quis mais ninguem, por isso quase todos os fins de semana eu vou para lá, fazer alguns serviços de campo, pois ele está velhinho já. Este fim de semana quando cheguei tinha uma cadelinha pequena não muito, puxando para raça basset, amarelhinha, entroncadinha, com orelhinhas grandes. Eu perguntei da onde ela tinha surgido, o pai falou é da dona Nilda a vizinha, ela e o marido viajaram e pediram para mim ficar com ela, ela é de dentro de casa, só sai para fazer as necessidades e volta, ele falou estou tomando muito cuidado pois acho que ela está entrando no cio, pronto aquilo me alertou, eu fui criado no interior, perdi minha virgindade com uma égua, e fiquei tarado por buceta de bicho, tinha uma bucetinha eu passava a pica. Rapidamente fiz amizade com a cadelinha que ficou minha amiga demais, eu sentei no sofa em frente a tv, e ela pulou no meu colo, eu adulava ela, fazia carinho, e de vez em quando passava a mão na bucetinha e ela erguia o rabinho, e ficava toda faceira. Eu ja planejando tudo, não via a hora do velho ir deitar, e eu também. Após a novela o pai disse vamos dormir já está tarde, amanhã vamos levantar cedo e tomar mate, e eu prontamente me mandei para o quarto, esperei o velho deitar, dei um bom tempo, abri a porta do quarto, sai pé ante pé e chamei a cadelinha que veio correndo, entro o quarto e já pulou em cima da cama, fechei a porta, chaviei, tirei toda a roupa, o pau duro que era um aço, quando a cadelinha viu veio correndo cheirar, sentiu logo o cheiro de macho, deu umas lambidas e virou a bundinha para mim, com o rabinho teso para cima, olhei para o pau, não é grande, é razoavel, olhei para a bucetinha e pensei será que entra, deitei ela na cama de barriguinha para cima, cuspi bem na buceta, cuspi na cabeça da piça, encaxei na porta da buceta, deitei em cima dela, com uma mão segurei a boca dela para não gritar nem morder, com a outra mão firmei o pau e fui empurrando, entrou a cabeça, e trancou no anel apertado que todas as cadelas tem, forcei um pouco e não foi, ela tentou tirar mas eu estava firme em cima, me ajeitei e empurrei com vontade, senti que o canal se abria e o pau deslizou para dentro, ela deu uns grunhidos que até fiquei com medo que o pai tivesse ouvido, dei uma paradinha e ela se aquietou, aí eu comecei a foder bem devagarinho, tirava até a cabeça e empurrava tudo de novo, parava e ficava olhando só os pentelhos de fora, e os beicinhos da buceta esticadinhos na minha piça, aquilo me dava uma tesão e eu fodi com gosto, com desejo, e de tão gostoso logo me veio uma vontade imensa de gozar, enterrei tudo, me aninhei em cima dela, e gozei como se ha muito não gozasse. Fiquei assim um bom tempo até que o pau foi amolecendo, tirei, e ela tratou logo de lamber minha piça, e depois limpou todo o leite da bucetinha dela.
Fodi ela mais uma vez naquela noite, aí deixei ela de pé em cima da cama, foi tranquilo, já estava descabaçada, no outro dia a cadelinha não saia de roda de mim, o pai até falou ele gostou mesmo de ti, comi ela mais duas vezes no domingo, antes de vir embora, estou loco para voltar agora no fim de semana, a dona Nilda já voltou, mas vou dar um jeito de ficar um pouco com a minha corajosa cadelinha.



#9571 Comentários - 17-10-2015 - 04:17 AM por Altamir A. dos Santos - Zoofilia - Confirmo, É EXCITANTE (60) - Nota negativa! (8)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.