neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   




DOCE CACAU



Divirta-se no Bate-papo do Eu Confesso. Entre por aqui.



Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 931 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Atração por travestir
Bom eu tenho uma tara muito grande por trans minha esposa nem imagina às vezes fico vendo sites aond...

Publicado em 5 February 2018 | 7:13 am
Confissão: Tentação demais pra mim
existe um cara com o qual tenho uma atraçao inevitavel. Ele é muito gato, olhos verdes, cabelo lindo...

Publicado em 5 February 2018 | 6:48 am


E agora... O conto de carlinhos :

Depois de uma semana puxada de trabalho resolvi ir com a esposa para a casa dos pais dela onde passaríamos o final de semana prolongado assim que chegamos depois de uma janta gostosa em família e colocar o papo em dia nos trancamos no quarto onde fiz urrar de prazer gozando em bica comigo fazendo dela gata e sapato menos gozar em sua boca tanto é que quando chupo sua boceta para beijá-la tenho que lavar a boca pois tem nojo e nas vezes que forcei a barra chegou a vomitar. No sábado fomos os últimos a sair do quarto passando um dia muito agradável com o churrasco maravilhoso do sogro e piscina, a tarde nos trancamos no quarto para mais uma foda gostosa com ela parecendo estar no cio, a noite por querer descansar resolvi não ir passear com a galera me esforçando demais para não dar bandeira de minha decepção quando minha esposa resolveu ir o que concordei porque estava eufórica além do irmão avisar que cuidaria bem dela. Era madrugada quando ouvi barulho de carro chegando e assim consegui apagar dormindo sossegado acordando horas depois e não vendo ela no quarto sai a sua procura e do corredor ouvi o sogro comentando que não fora uma boa deixar a filha com o irmão mesmo porque quando bebe não cuida nem dele e quando a sogra falou que não foi uma boa deixar ela com a galera mesmo porque ela já namorou quase todos ali e se eu ficasse sabendo podia dar merda. Juro que tentei dormir porem o medo e insegurança me perturbava e assim tranquei o quarto e sai de fininho rodando pelos lugares prováveis e quando já desistindo avistei o carro do cunhado e quando consegui estacionar vi minha esposa saindo de mãos dada com um carinha que encostando ela no carro parecia querer engolir ela beijando com gosto sua boca enquanto suas mãos passeavam pelo corpo de minha esposa que entregue virou a cabeça para trás com ele aproveitando para abaixar seu decote e chupar seus seios alternadamente e quando conseguiu levantar a barra de seu vestido levantou junto seu corpo sentando ela no capô do carro entrando no meio de suas pernas e pelo movimento de suas mãos dava para notar que abriu sua braguilha afastou a calcinha dela para o lado e entrou com tudo nela que se debatendo fazia de tudo para sair dele tentando conter a vontade de fugir quando ele intensificava os beijos em sua boca com as estocadas descaradas e rápidas que dava nela só parando quando seu irmão chegou acompanhado com outras duas moças que fazendo uma tremenda algazarra eles não tiveram o que fazer a não ser se recompor e quando o cunhado entrou em seu carro ela falou algo para o irmão e correu para o carro do cara saindo dali as pressas me deixando atônito e sem ação ao volante com nossas vidas passando como um filme em minha mente me fazendo recordar nossos onze anos de convivência sendo dois de casados e jurando matar a vadia enxuguei as lágrimas e vendo ainda o carro do cunhado parado estacionei ao seu lado com ele sem graça e jeito a me ver ficando mais calmo quando o cumprimentei e descendo do carro me levou para dentro daquele barzinho me apresentando seu amigo dono do lugar porém o que me chamou atenção foi sua filha uma morena jambo de olhos esverdeados cabelos pretos pouco acima da cintura seios de médios para grandes empinados e durinhos bundinha arrebitada e enquanto bebia vez ou outra nossos olhares se cruzavam com ela abaixando a cabeça demonstrando certa timidez e um risinho sacana no canto da boca. Estava terceira cerveja quando a morena a quem chamarei de cacau saiu do caixa e veio me servir e mesmo excitante sentou ao meu lado e quando nos demos conta conversávamos como se nos conhecesse a tempos confidenciando coisas de nossas vidas um para o outro. Quando meu cunhado trocou a musica suave que rolava por um funck indo dançar com a galera segurei a mão de cacau convidando a para um lugar mais reservado e já na porta de saída meu cunhado me entregou uma fita com preservativos falando que me dei bem porque todos ali tenta catar cacau e não consegue me aconselhando que se quisesse algo com ela tinha que ser na caruda porque quanto mais ela bebe mais difícil fica. Conversávamos animadamente com ela sentada em cima do meu carro eu de pé a sua frente quando rindo falou que podia dispensar o que meu cunhado me dera porque não era com ela que usaria e mostrando as camisinhas balançando as no ar disse que não era minha intenção porem ia guardar porque nunca se sabe. Enquanto cacau falava era impossível não olhar seus lábios carnudos sonhando em beija-los quando ela falou que já deu sua hora e que precisava ir embora e mesmo relutante acabou concordando que eu a levasse em casa me contando que mora com sua mãe viúva, quando abri a porta co carro para que entrasse vi minha esposa saltando do carro do amigo ainda em movimento vindo com tudo para cima de nós e ao tentar puxar os cabelos de cacau levou um soco na cara seguido de outros enquanto tentava em vão agredir cacau e de braços cruzados incentivava cacau a bater na vadia querendo ser eu no lugar dela porem a turma do deixa disso chegou segurando minha esposa com uma das meninas dando em lenço para limpar o sangue de seu nariz e abraçando cacau perguntei se estava tudo bem auxiliando a sentar no carro e enquanto dirigia cacau me contava que sempre teve essa rixa com minha esposa porque ela não perdoava ninguém pegando todos os carinhas não deixando nada para ninguém me confidenciando que nem as meninas minha esposa perdoava e só não pegou ela porque ela nunca deu mole me deixando aliviado quando falou que ao me conhecer ficou mais recatada e quando começamos a namorar chegava a ser mal educada com os carinhas que dava em cima dela não querendo saber de mais ninguém me falando que devia perdoar sua mancada porque até onde sabia ela era louca por mim sempre falando que me amava demais que encontrou o homem de sua vida. Conversávamos animadamente dentro do carro em frente a sua casa quando sua mãe saiu me convencendo a entrar para tomar café deixando a filha sem graça quando me chamava de genro e assim entre conversas risos e um delicioso desjejum quando me dei conta já era quase nove da manhã. Cacau me convenceu a conversar melhor com minha esposa me aconselhando a não tomar decisão impensada e assim voltei para casa com minha esposa nem indo trabalhar naquele dia não sabendo que fazer para me agradar e sempre que tentava me beijar lembrava beijando outro e não conseguia corresponder seus beijos. Minha única alegria era quando falava ao telefone com cacau e com ajuda de sua mãe cedeu em passar um final de semana comigo na praia no dia marcado ao pegar elas em casa sua mãe deu desculpa avisando que não poderia ir naquele dia prometendo para a filha que nos encontraria lá dia seguinte. Não conseguia me conter tamanha alegria e excitação a ver cacau metida naquele biquíni até que comportado revelando suas curvas deliciosas em seu corpo perfeito mais o sol o mar o clima me inspirava fazendo me parecer adolescente curtindo sua primeira namorada sendo impossível esconder o volume em meu calção o qual ela fingia não notar isso por causa de sua formosura e beleza e jurando para mim mesmo que teria ela nem que fosse por uma noite fiquei na minha sabendo que tinha que ir devagar para não assustar a menina que me confidenciara ter tido um relacionamento de seis anos que marcou demais sua vida e quando ele a traiu não quis saber mais de homens em sua vida se dedicando ao trabalho e cuidar da mãe. Naquela noite enquanto jantávamos não conseguia tirar os olhos daquela beldade usando um vestido casual preto e salto alto deixando seu corpo mais esguio, no elevador de volta para o quarto não resisti e abracei seu corpo tremulo com ela pedindo que não fizesse isso com ela porem quando beijei sua boca ela se rendeu demonstrando estar carente e mesmo receosa se entregou aos meus carinhos. Da porta peguei ela no colo levando ate a cama onde deitei ela carinhosamente intensificando o beijo em sua boca alisando seus seios displicentemente e ainda nos beijando abaixei a alça do vestido que foi parar em sua cintura e dos seios desci para lamber alternadamente aqueles seios que pareciam precisar de minha boca e quando ela se contorceu soltando um longo suspiro descia com a mão alisando sua barriga e mesmo por cima da roupa pude sentir a quentura de sua boceta voltando a beijar sua boca abafando seus gemidos consegui levantar seu vestido e apertar sua boceta melada por cima da calcinha e quando consegui enfiar a mão dentro daquela minúscula pecinha ao apertar seus lábios vaginais entre os dedos anelar e indicador enfiei o médio em sua boceta melada com ela tendo que morder a mão para não gritar e choramingando segurou meu rosto entre as mãos implorando para que metesse nela porque não aguentava mais e assim quase rasguei nossas roupas quase não dando tempo de colocar o preservativo e quando em entrei em sua boceta mesmo melada com seu prazer senti dificuldade e quando atolado naquele xoxota que mais parecia um vulcão em chamas quando socava fundo via expressão de dor em sua face e assim coloquei ela de quatro metendo com gosto ao ver ela mais confortava e num escândalo incontido falava coisas sem nexo me deixando maravilhado ao ver lágrimas em seus olhos e quando virou a cabeça para falar algo grudei nossas bocas vendo seu corpo sucumbir com ela quase perdendo os sentidos num orgasmo avassalador caindo desfalecida me levando junto onde ficamos uma eternidade agarradinhos. Por mim ficava para sempre ali porem despertei com ela falando que pena ser só uma aventura e indo para cima dela beijei calorosamente sua boca perguntando se não queria ser minha amante e antes de responder abocanhei sua boceta melada e sugando fui fechando a boca até ficar somente com seus lábios presos em meus lábios chupando junto seu grelo fazendo a ter um orgasmo intenso e avassalador e esperneando me empurrando tirando dela ficando uma eternidade tremendo e gozando sem mesmo eu estar tocando nela até perder os sentidos parecendo morrer de prazer. Voltando a si me viu apoiando a cabeça com o braço falando que parasse de olhar estava ficando com vergonha e me beijando falou que se fosse assim queria para sempre ser minha amante fazendo me prometer dar sempre prazer assim para ela. O dia estava amanhecendo quando ela resolveu dormir um pouco depois de um banho porem ao ver deitada de calcinha branca socada na bunda realçando a xoxota carnuda e lisinha não resisti acordando ela com a boca grudada em sua boceta por cima da calcinha e ao arrebitar a bunda afastei a calcinha de lado e mesmo tremula alucinada de prazer me chamou de porco por estar lambendo seu cu falando entre os dentes que nunca ninguém deu tanto prazer a ela enquanto aproveitava para enfiar a língua nele molhando bem o ambiente e ao meter a ponta do dedo ela surtou falando que metesse com cuidado porque nunca fez anal e já suado de tanto tentar porque quando a glande entrava ela reclamava eu tirava porque jamais queria fazer aquela deusa sofrer e por sugestão dela deitei com a estaca para cima e ao se ajeitar para sentar em cima não sei se sem querer largou o corpo fazendo minha pica entrar de uma só vez com ela soltando um grito estarrecedor e abraçando a por trás com as mãos em seus seios me xingou quando perguntei se machucou mandando que metesse com gosto porque estava bom demais e virando para cima dela fiz ela surtar de prazer em orgasmos intermináveis socando fundo em seu cu e quando estremeceu apertando demais minha pica enchi seu cu de porra com ela urinando tamanho prazer e ficando uma eternidade grudados nos beijando e jurando amor eterno com reclamando por ter deixado ela apaixonada por mim quando meu cacete esmorecer trouxe grande quantidade de porra fezes e sangue para fora dela comigo consolando ela que envergonhada me pedia desculpas pelo acontecido e indo para o banho metemos mais um pouco nos beijando apaixonadamente debaixo do chuveiro e neste dia só saímos do quarto quando sua mãe chegou naquela tarde levando nos para passear pela orla marítima. Sua mãe fazia planos para nosso futuro ela brigava com a mãe eu tinha certeza que não podia viver mais longe daquela morena por isso quando chegava a sua casa minha esposa veio para cima de meu carro querendo matar cacau fazendo um escândalo vergonhoso comigo e a mãe tendo trabalho para segurar cacau que queria a todo custo pegar minha esposa na pancada e saindo dali fomos para um hotel onde conversamos bastante com ela ficando surpresa com os olhos cheios de lágrimas quando falei de nosso futuro juntos e abraçadinhos dormimos a tarde toda com a sogra no quarto ao lado. Pela manha acordei com ela se arrumando avisando que não queria me acordar falando que tinha que ir trabalhar e puxando ela para a cama metemos mais um pouco só parando quando sua mãe bateu a porta e quando a deixei em sua casa avisei que doravante seria minha mulher e me beijando falou que seria um prazer imenso ser somente minha porque já estava me amando demais. Voltando para casa juro que tentei conversar com minha esposa tentando nos entender afinal ninguém de nos tinha moral para cobrar o outro porém doente de ciúmes e possessiva tive que me impor tendo ameaçar encher ela de porrada e com intervenção de sua mãe e irmão que me parabenizou por estar com cacau sai dali indo para minha empresa onde dei ordem para não deixarem minha esposa entrar e falando com meu advogado fechei nossa conta conjunta pedi que preparasse os papais do divorcio aluguei um apto e fui morar com a menina que deveria ser minha amante que me apoiou nestes momentos difíceis porque minha esposa vinha com tudo para cima de nos e me acalmando disse conhecer a vadia bem mais tempo que eu e que se ela desse problema encheria ela de porrada como já fez outras vezes e para surpresa nossa faz seis meses que estamos juntos e cada dia mais felizes e cúmplice um do outro e tudo que sei de minha ex me é contado pelo cunhado que afirma que ela se tornou um pé de cana saindo com qualquer homem e até droga esta usando, tenho dó da vadia porem não quero nuca mais saber dela mesmo porque estou vivendo uma verdadeira lua de mel com minha nova família onde minha sogra atual me trata como filho e para nossa alegria maior cacau esta grávida de três meses completando nossa total alegria.



#10179 Comentários - 12-04-2018 - 04:57 PM por carlinhos - Traição - Confirmo, É EXCITANTE (9) - Nota negativa! (0)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.