neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   



irmaozinho postiço




Último post na Rede Social para adultos
"Par Compatível 18+". Faça a sua conta. É Grátis:

vat69 publicou o seguinte:
em Louras
Gostaram??
Este post tem 15 fotos.
Clique na foto para ver o resto deste album.

cavaleiro adoro..... que delicia de mulheres fico com tesão ao ver imagens destas e com pena de não ser eu no lugar dele ...

Este conto foi lido 7876 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: comedor iniciante em fortaleza ce
Eu confesso que QUERO INICIAR EM COMER CASADAS DE FORTALEZA CE SOU DISCRETO BONITO. BRANCO 1.71 ...

Publicado em 16 April 2014 | 12:17 pm
Confissão: Tenho 23 anos e acho que sou brocha. pqp!
Eu confesso que venho falhando na cama. Tenho apenas 23 anos, e já não tenho conseguido manter ereçã...

Publicado em 16 April 2014 | 10:50 am


E agora... O conto de mercedes :

Aos 20 anos estava saído da casa de meus pais. Ia casar e trabalhar no interior. Eles então adotaram um menino de 4 anos. Sempre insistiram para que fosse tratado como irmão. Achava aquilo uma babaquice. Era apenas um filho adotado e pronto. Não era irmãozinho, até porque a diferença de idades era muito grande.
Casei. Dois anos depois meu marido morreu num acidente de carro. Casei de novo, mas não deu certo e separamos. Aos 32 anos estava de volta à cidade grande e à casa de meus pais, esgotada e traumatizada com o fim de um casamento de mais de 8 anos. Não queria outro relacionamento no momento, no entanto ainda era jovem, bonita e bem gostosa, modéstia à parte, e sentia muita falta de sexo.
Meu “irmãozinho” a esta altura era um adolescente de 16, bonitinho, porém com uma carinha de tarado que só vendo. Varias vezes o flagrei olhando fixamente para meus seios e para minhas coxas, cheio de desejo.
Certo dia estava de camisola no meu quarto e ele comigo numa conversa meio desanimada quando ele começou a passar a mão nas minhas coxas. Na hora fiquei p. da vida. Que moleque mais do atrevido, safado e sem vergonha. Pensei em dar-lhe um bom tapa. Mas ai pensei por um instante e resolvi fazer um joguinho. Perguntei prá ele com cara de surpresa o que era aquilo que ele estava fazendo. Ele respondeu que era tão gostoso. Pensei comigo mesma que deveríamos repartir a culpa e a responsabilidade daquilo que muito provavelmente íamos acabar por fazer, mesmo ele sendo apenas um adolescente. Disse-lhe que se papai soubesse o que ele estava fazendo ia matá-lo de porrada. Ele respondeu que só descobriria se eu contasse. Em seguida foi subindo aquela mão boba, acariciou minha xota por cima da calcinha e começou a tirá-la. Segurei-lhe as mãos e perguntei-lhe o óbvio, o que ele queria fazer. Ele pediu para eu deixá-lo tirar minha calcinha. Aí mudei ligeiramente o tom da minha voz e disse-lhe que se eu sequer pensasse que ele contou aquilo prá alguém, seja colega, amigo ou o que fosse, eu contaria prá papai. Lembrei-lhe que papai acreditava muito mais em mim do que nele e que além de enchê-lo de porrada até ele ter que ir para o hospital ia mandá-lo de volta para o orfanato e terminei perguntando se ele queria voltar para o orfanato. Ele me tranqüilizou dizendo que jamais contaria nada para ninguém. Nunca. Percebi que ele começava a sentir o peso da responsabilidade daquilo que íamos fazer. Pensei comigo mesma que ele ainda ia ver que comer a “irmãzinha” não era mole assim como ele estava pensando.
Ele terminou de tirar minha calcinha e contemplou meus pentelhos loiros e minha vagina, o que me causou um pouco de vergonha e um prazerzinho muito gostoso. Em 2 ou 3 movimentos súbitos ele se pôs totalmente nu, exibindo aquele pênis adolescente, duro e menor do que os que eu já tinha visto. Perguntei-lhe então se já tinha feito aquilo alguma vez ou se era sua primeira vez. Ele respondeu que já tinha feito uma vez só, no ano anterior, de camisinha, com uma garota de programa.
Ele então deitou-se em cima de mim, pressionado seu pênis contra minha vagina e me beijou na boca. Beijei-lhe sofregamente e enfiei minha língua em sua boca e fui abrindo as pernas para que ele me penetrasse. Senti seu pênis duro entrando na minha xota. Perguntei-lhe então se ele já ia gozar. Sem esperar ou ouvir sua reposta, disse-lhe para deixar que eu ficasse por cima dele. Aquele prazer ia ser mais meu do que dele. Mexi gostoso em cima dele. Estava completamente molhadinha e gozei pouco, mas gostosinho, mas não antes dele, que se contorceu e gemeu de prazer. Ele estava completamente surpreso, pois não esperava que eu tomasse a iniciativa de me satisfazer.
Foi umazinha bem gostosa, mas como toda mulher que dá sem compromisso prazer a um homem eu tinha que fazê-lo se sentir culpado ou com medo de alguma coisa. Disse-lhe que eu poderia ficar grávida. Ele empalideceu e me olhou de olhos arregalados. Perguntou se eu não tomava nenhum remédio. Respondi-lhe que não, que não estava esperando que ia transar muito menos com ele. Internamente fiquei exultante de vê-lo preocupado e amedrontado. Bobinho! Após 2 casamentos eu sabia muito bem da minha incapacidade de engravidar devido a problemas ginecológicos.
Dias depois, mesmo depois da minha menstruação, o chamei à parte perversamente e disse-lhe que minha menstruação estava atrasada. Eu o vi empalidecer ao mais uma vez arregalar os olhos. Me perguntou o que deveríamos fazer agora. Satisfiz-me com discreto sadismo. Se ele estava pensando que comer a “irmãzinha” ia ser mole, estava muito enganado. Ainda que eu tenha sentido mais prazer e tenha me satisfeito mais do que ele, e acho sinceramente que sim, me deliciava em vê-lo sofrer de apreensão. Mais tarde ele me confessaria que tinha passado algumas noites sem dormir preocupado com o que poderia acontecer se eu realmente engravidasse.
Dali em diante ia trazê-lo com rédea curta. Doravante sempre o ameaçaria com aquele acontecido.
Dois ou três dias depois eu lhe disse que minha menstruação tinha chegado.
Voltamos a transar acho que uma meia dúzia de vezes antes que eu começasse a namorar serio de novo. Em todas elas eu dava um jeito de lhe jogar alguma culpa, alguma preocupação e sempre cuidava em me satisfazer ao invés de satisfazê-lo.



#3481 Comentários - 02-11-2010 - 08:10 PM por mercedes - Diversos - Confirmo, É EXCITANTE (34) - Nota negativa! (3)
Remover dos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.
Maldade#1 - 20-11-2012 - 06:14 PM por Taradoporbuceta - reportar abuso
não consigo ler ate o final#2 - 27-12-2010 - 03:59 PM por rosevaldo pereira - reportar abuso
quero continuar lendo#3 - 06-12-2010 - 10:28 PM por rosealdo pereira costa - reportar abuso
com uma irma assim, eu morria excitado... Maximo#4 - 22-11-2010 - 05:40 PM por Silvio Smyle - reportar abuso
Mande um e-mail pra mim. Quero trocar umas ideias com você.#5 - 08-11-2010 - 06:26 PM por Prisco Antigus - reportar abuso
safada#6 - 07-11-2010 - 02:23 AM por rebfontes - reportar abuso
Cuidado que as vezes o mau volta p agente mesmo...auhauh#7 - 04-11-2010 - 07:11 PM por maicon - reportar abuso
muito marota#8 - 03-11-2010 - 09:51 PM por daniel susana dias - reportar abuso
hiahiuhsaisahuihsaisa...pra que fazer isso com o pobre garoto...#9 - 03-11-2010 - 06:44 PM por samuel - reportar abuso
putinha maldosa#10 - 03-11-2010 - 03:13 AM por Luis disponivel - reportar abuso

Coloque aqui o Seu Comentário sobre este conto:

Seu Nome:

Comentário:

Código anti-spam:      (reescreva o código à esquerda)