neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   




O Maestro



Divirta-se no Bate-papo do Eu Confesso. Entre por aqui.



Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 2026 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: MINHA ESPOSA PUTA
SEMPRE TIVE A FANTASIA DE SER CORNO.CONVERSEI COM MINHA ESPOSA E ELA ESTA PENSANDO EM REALIZAR ESTA ...

Publicado em 19 January 2018 | 11:55 am
Confissão: Passei boa parte da minha vida xingando Deus de todo e qualquer nome.
Será que mesmo assim ele me aceitaria algum dia, se eu pedir desculpas, ou devido ao número de ofens...

Publicado em 19 January 2018 | 3:17 am


E agora... O conto de major :

Tenho 42 anos mas ainda sou um pedaço de mulher. Canto num grupo coral, onde o Maestro é uma pessoa muito competente e bastante atenta aos problemas de toda a gente. Apesar de ser uma pessoa muito perfeccionista do ponto de vista técnico e, nesse campo, não permitir o mais pequeno deslize; está sempre pronto para ajudar e ouvir quem quer que o procure. Estou casada há 18 anos. Descobri há pouco que o meu marido me era infiel. Sem ter com quem desabafar, falei com o maestro que além de me ouvir disse-me uma frase que me ficou na memória:
• É na dor que se conhece verdadeiramente o amor.
A partir daí falei várias vezes com ele, às vezes para desabafar… e começámos a entender-nos muito bem. Ele era uma pessoa fascinante, muito culto, meigo, sempre com a palavra certa para cada momento. Descobri ainda que era possuidor de um humor muito peculiar, inteligente, divertido. Aos poucos senti-me seduzida. Para abreviar, a nossa confiança aumentou bastante e um dia beijei-o carinhosamente, sentindo-me correspondida. O meu marido passa diversas noites fora de casa e, uma noite que estava sozinha, convidei-o a ficar comigo. Ele olhou muito sério para mim, sorriu e aceitou… Sentia-me uma adolescente, vesti um negligé, bem ousado e, quando ele chegou beijei-o meigamente e conduzi-o ao meu quarto. Foi-me beijando e acariciando, enquanto eu ia aquecendo, comecei a despi-lo. Nunca estive com mais ninguém sem ser o meu marido. Por isso abafei um gemido de espanto quando vi a sua vara, era enorme e muito grossa (a do meu marido é muito pequena aquela deveria fazer o triplo).
Quando ele começou a forçar a entrada, senti algumas dores e recuei. Ele disse-me para descontrair e continuou a forçar até conseguir entrar e arrancar-me um gemido de dor. Demorei uns minutos até me habituar e comecei a gozar como nunca havia gozado, apesar de soltar de quando em quando um gemido de dor. A seguir levantou-me as pernas, dizendo que iria sentir todo o seu tamanho, rodei-lho o pescoço com as pernas e tentei descontrair ao máximo, ele entrou de uma vez e as lágrimas vieram-me aos olhos, mas ele continuou e, em pouco, fazia-me gozar.
Mas ainda não era tudo e senti-o apontar ao rabo. Disse-lhe que nunca ninguém tinha entrado ali e ele deu-me uma almofada para morder e disse-me que sempre fazia aquilo. Tentei fugir mas estava bem segura, então apertei-me o mais possível. Ele sorriu e, com um golpe, entrou. Mordi a almofada com força para abafar um grito de dor, parecia que um ferro em brasa que me queimava toda por dentro. Submissa desapertei-me e deixei-o fazer o que queria. Após uns 30 minutos que me pareceram uma eternidade comecei a gozar novamente e tive um dos orgasmos mais fortes que já experimentei, que ele também aproveitou para terminar.
Agora quase todos os meses repito a dose, se bem que durante uma semana mal posso sentar-me. Já lhe disse para passar lá mais vezes mas ele respondeu-me que me prefere dar mais tempo para ficar mais apertada.



#9979 Comentários - 11-12-2016 - 04:13 PM por major - Diversos - Confirmo, É EXCITANTE (14) - Nota negativa! (1)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.