neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   




Perversa



Divirta-se no Bate-papo do Eu Confesso. Entre por aqui.



Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 15234 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Atração por travestir
Bom eu tenho uma tara muito grande por trans minha esposa nem imagina às vezes fico vendo sites aond...

Publicado em 5 February 2018 | 7:13 am
Confissão: Tentação demais pra mim
existe um cara com o qual tenho uma atraçao inevitavel. Ele é muito gato, olhos verdes, cabelo lindo...

Publicado em 5 February 2018 | 6:48 am


E agora... O conto de Amanda :

Oi, meu nome é Amanda, tenho 27 anos, branca, 1.55 de altura, 56 quilos, casada há 5 anos. Primeiramente quero lhes informar que tenho algumas obsessões pervertidas que não faço a mínima ideia de onde vieram, que no decorrer desta história ficarão evidentes. Sou muito tímida, talvez por causa do ambiente em que fui criada, meu pai era militar e muito rigoroso, quando pequena estudava num colégio católico, muito tradicional de Campinas. Vivia num ambiente em que tudo era proibido, não se podia nem comentar certas coisas. Foi por volta de uns quatorze anos, que me lembro, que tive minhas primeiras sensações de tesão. No começo não sabia o que era aquilo, só sabia que era gostoso sentir certas coisas. A partir de então adorava ficar sozinha para passar horas na frente do espelho acariciando minha buceta ainda lisinha e meus mamilos que naquela fase meus seios estavam começando a crescer. Certo dia encontrei no quarto do meu irmão alguns dvds então fui ver do que se tratavam, para a minha surpresa eram filmes pornográficos, num primeiro momento parei na hora e guardei tudo, mas depois me deu vontade de ver de novo, e depois de novo. Tinha muito sexo anal, então tive curiosidade de sentir como era, depois de enfiar um dedo no meu ânus me veio a surpresa: descobri que era muito bom. Começou aí uma obsessão que iria mudar meu comportamento sexual para sempre. Passei parte da minha infância e minha adolescência inteira me entregando aos prazeres desta obsessão. Com dezoito anos já era capaz de introduzir minha própria mão dentro do reto. Mas esse conto não vai se tratar disso, quem sabe em outra história revelo detalhes desta época. Contudo comecei a namorar um rapaz da igreja em que frequentava e com 22 anos me casei. Passamos bons três anos fazendo o que tinha direito entre quatro paredes, porém, como todo casal, aquilo foi esfriando a tal ponto que comecei a fazer justiça com as próprias mãos, se é que vocês me entendem. Eu me masturbava muito quando estava sozinha em casa, minha mente foi inundada por pensamentos pervertidos. Quando meu marido recebeu uma promoção no trabalho teve que trabalhar à noite, tive, então, que passar a noite inteira sozinha, à partir daí as minhas perversões e obsessões tomaram força maior. Mesmo frequentando a igreja tinha medo do meu próprio pensamento e no que eu era capaz de fazer comigo mesma. Minha obstinação era tanta que meu ânus já estava todo arruinado tamanho era os objetos que violentamente eu enfiava nele. Pode parecer loucura mas o prazer que eu sentia ao fazer isso era indescritível, meu tesão adormecia e queimava meu corpo inteiro, minhas pernas ficavam mole. Para alguém chegar a esse nível tem que ter uma elasticidade muito boa e isso meu cu refletia bem. Nós morávamos numa casa germinada que meu marido de vez em quando alugava apenas para pessoas conhecidas. Foi em meio a essa situação toda que a alugamos para um tio dele que veio da cidade de Maringá, no Paraná, para procurar serviço melhor aqui. É um moreno solteiro cujo nome é Pedro, queimado de sol, braços fortes, dá quase dois do meu marido, nada bonito, ele mede uns 1.90 de altura, com seus quarenta e dois anos de idade. Á princípio nada me interessou nele mas o que vou relatar aqui vai ser um caso de traição, submissão e, de certa forma, violência consentida. Pois então ele chegou e se instalou, ele jantava em casa até que conseguisse arrumar as coisas dele, fala suave, extrovertido, simpático, muito agradável. Ele ficou uns quinze dias jantando em casa. Certo dia quando meu marido se retirou da mesa e foi para o banheiro, então me levantei para arrumar a louça na pia, percebi que ele ficava olhando fixamente meu bumbum, fiquei muito sem graça. No começo achei um absurdo, achava que era coisa da minha cabeça, mas os dias se passaram e os olhares indiscretos continuavam. Podia até ser coisa da minha cabeça mas o fato é que eu fiquei pensando nisso e fantasiando algumas coisas. Comecei a me vestir com roupas um pouco mais justas. Na mesa conversávamos sobre coisas triviais, eu fazia de tudo para tentar chamar a atenção com o máximo de discrição, afinal meu marido estava ali. Vivia arrumando desculpas para me levantar, assim podia andar um pouco pela cozinha a fim de que ele me observasse. Bom pessoal por enquanto é só mas depois acabo de contar, beijos.



#9428 Comentários - 02-07-2015 - 08:33 PM por Amanda - Traição - Confirmo, É EXCITANTE (57) - Nota negativa! (27)
Remover dos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.