neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   




Sexo em Família



Divirta-se no Bate-papo do Eu Confesso. Entre por aqui.



Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 2725 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Atração por travestir
Bom eu tenho uma tara muito grande por trans minha esposa nem imagina às vezes fico vendo sites aond...

Publicado em 5 February 2018 | 7:13 am
Confissão: Tentação demais pra mim
existe um cara com o qual tenho uma atraçao inevitavel. Ele é muito gato, olhos verdes, cabelo lindo...

Publicado em 5 February 2018 | 6:48 am


E agora... O conto de marrata :




Tereza era uma linda mulher de 25 anos de idade; com um casal de filhos gêmeos de 10 aninhos de idade. Ela engravidou quando ainda tinha 15 anos, o pai, um adolescente de 17 anos, não a quis assumir. Desde então ela cria os filhos sozinha, com a ajuda dos pais. Quando seus filhos completaram 5 anos, ela arranjou um emprego de secretária e mudaram-se para um apartamento que ela alugou em um bairro da cidade do Rio de Janeiro.
Seus filhos eram lindos, bem loirinhos como ela. A menina já começava a nascer os peitinhos e o menino já dava sinal que seria um rapaz bem espadaúdo, com um belo pauzinho, que por sinal, só vivia duro. Ela notava essas mudanças e se sentia atraída pelos filhos, mas afastava os maus pensamentos com muito determinação; porém, sentia que não resistiria por mais tempo. Começou a brincar mais com eles e,nessas brincadeiras, sempre aproveitava para beijar-lhes na boca, atiçando o interesse sexual dos filhos lindos.
Certo dia, quando ela chegou em casa, ao entrar no apartamento ela ouviu uns gemidinhos abafados e, curiosa, correu até o quarto das crianças e o que viu a deixou perplexa: as crianças estavam nuas, se beijando na boca enquanto se tocavam. A surpresa se transformou num tesão louco; sentiu sua vagina encharca-se como uma boca diante de uma comida saborosa.
Ao vê-la parada na porta com ar de surpresa, as crianças ficaram encolhidas com um grande terror em seus semblantes. Mas a mãe as tranquilizou, dizendo que não se envergonhassem, que tudo aquilo era natural entre meninos e meninos e perguntou se podia participar da festinha para ensinar algumas coisinhas. O menino e a menininha balançaram as cabecinhas afirmativamente.
Ela perguntou se elas já tinham tomado banho, elas disseram que não - então vamos todos para o banho - disse a moça já toda molhadinha de tesão.
Ela beijou na boca de cada uma enquanto passa sua mão na vagininha da menina percebendo que estava molhada e pegou no pauzinho do moleque que estava duro como um pau. O menino tinha um pênis muito grande para sua idade: cerca de 13 cm por uns 2 cm de espessura.
Ela tirou também sua roupa e entrou com eles no banheiro. Seu corpo era de uma formosura admirável: peitinhos médios e firmes; no meio de suas belas pernas se via uma bela vagina que só se via a rachina. O menino, ao vê-la nua em sua frente, seu pauzinho voltou a subir, pois estava em repouso. Ao ver aquilo, a moça deu um sorriso sacana, pensando no quanto iria se divertir.
A menina tinha um corpinho de menina desabrochando com seus seios começando a despontar em seus peitos juvenis. Durante o banho ela os limpou com muito cuidado para deixá-los cheirosinhos. Ainda no banheiro, ela beijou a menina na boca e pediu para a guria enfiar a linguinha em sua boca, coisa que a menina fez sem demora. Ela a chupou com tanto gosto que a menina fez xixi de tanto tesão. A garotinha ficou meio desconcertada, mas ela a tranquilisou, dizendo que aquilo era normal. A mãe a pegou no colo e junto com o garoto a levou para sua cama.
Já na cama, ela pegou a cabecinha do menino e o beijou na boca. A pica do moleque dava pulinhos de tesão. A moça olhou para a menina e pediu para ela colocar o pauzinho do garoto na boca; ela a olhou surpresa, pensando que a mãe estava brincando, mas a moça insistiu: \\\"coloque filha, isso faz parte do aprendizado, não tem que sentir nojo não, é bem gostoso\\\"! A menina fez o que a mãe mandou e colocou sua boquinha no pênis do irmão. No início foi tudo meio tímida, colocando só a cabecinha na boca, mas, ao se acostumar com o sabor do líquido seminal que saía do pênis do garoto, foi aprofundando mais até sentir que chegara na garganta. O vai e vem fez com que a respiração do garoto ficasse mais acelerada dentro da boca da mãe. Percebendo isso, ela retirou a língua da boca do menino e se posicionou-se debaixo da menina: a intenção era beijar a bocetinha da pequena e fazê-la gozar junto com o irmão. Quando a pequena sentiu as primeiras linguadas da mãe, ela só não fez xixi de novo porque se segurou, não queria mijar na cara da mãe. Só que a mãe sentiu a vagininha da filha contrair-se sobre sua boca e falou para a menina não se segurar da próxima vez. - Tá - disse a menina.
Quando o menino disse que estava com vontade de fazer xixi, a mãe enfiou a ponta da língua na vagininha da filha e ela começou a gozar, esquecendo que o menino poderia mijar em sua boca. Assim, aumentou os movimentos da boca na pica do garoto e isso fez com que os dois gozassem ao mesmo tempo. Em sua boca recebeu, ao invés de mijo, o sêmer do menino e na boca de sua mãe, sua vagininha despejou um líquido viscoso de orgasmo feminino.
Até a próxima aventura com essa família peculiar!



#10146 Comentários - 04-03-2018 - 12:20 PM por marrata - Incesto - Confirmo, É EXCITANTE (15) - Nota negativa! (2)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.