neo concepts
Contos Eróticos da vida real
atreva-se a publicar o seu e surpreenda-se com o feedback (agora 100% abertos)
  

Conhece um conto erótico digno de ser partilhado?


O Seu Nome* : O Seu Email* :   * Deseja Receber Notificação? :
* O SEU EMAIL NUNCA será divulgado ao público. Serve apenas para você receber as notificações do seu conto.

Obrigatório: Qual o título deste conto:  

Palavra Chave/TAG 1:    escreva 4 palavras/tags que definam o seu conto,
Palavra Chave/TAG 2:    o seu conto ficará associado a estas palavras chave.
Palavra Chave/TAG 3:   
Palavra Chave/TAG 4:   

Associar uma Imagem:    Opcional. Pode associar uma imagem ou foto ao seu conto. Imagens de Sexo explícito são proibidas.
Categoria Temática:

Descreva pormenorizadamente o seu conto erótico.
Anti-spam* (ESCREVA APENAS OS 3 SÍMBOLOS A PRETO):      captcha image   




VADIAZINHA



Divirta-se no Bate-papo do Eu Confesso. Entre por aqui.



Mais Vídeos Gratuitos? Veja aqui:

Este conto foi lido 521 vezes.
Depois de ler este conto, porque não uma visitinha a estes desabafos Sexys:

Confissão: Quero um novinho para dominar.
Confesso que sou muito afim de ter um gay novinho como submisso. Para que eu possa foder e dar leit...

Publicado em 20 January 2018 | 12:01 pm
Confissão: Já comi mi há sogra
Namoro a uns 8 anos e minha sogra sempre foi gente boa, muito bonita e uma bunda gostosa demais, com...

Publicado em 19 January 2018 | 11:28 am


E agora... O conto de carla muryer :

Estava brigada com o maridinho para provocar sabendo que era dia de irmos de metro para o serviço coloquei o vestido que uso para dormir e que me proibiu usar fora de nosso quarto porque o decote quase não cobre meus seios sendo duas tiras unidas a minúscula que deixando as costas de fora sendo agarradinho tanto é que ao andar tenho que ficar puxando para baixo senão mostra a bunda para piorar não usei nada por baixo tendo que sair apresada do quarto vendo ele me olhando com olhos arregalados parecendo querer me comer e ao impedir que saísse corri fechando a porta atrás de mim com ele me alcançando no portão ficando um pouco aliviado ao me ver vestindo uma camisa leve e florido cobrindo praticamente minha nudez e fazendo questão de segurar em minha mão queria ato do custo que abotoasse a camisa para cobrir a frente do corpo só parando de me encher quando ameacei tirar ela. Me sentia uma vadia com os olhares gulosos dos tarados em meu corpo enquanto caminhávamos em direção ao metro com ele fazendo questão de grudar cada vez mais em mim. Enquanto caminhava sentia o frescor na bunda me dando uma sensação gostosa com a boceta parecendo inchar cada vez mais ao saber que o vestidinho estava quase na cintura deixando a bunda coberta somente pelo tecido fino da camisa e esta mostrava claramente a silhueta de meu corpo o que me deixava extremamente excitada com a novidade de sentimentos que me preparava para um inevitável orgasmo que aumentava cada vez mais quando tentava conter apertando as pernas uma na outra. Sou linda e gostosa sem modéstia com meus vinte e seis anos, meu marido quarenta e cinco às vezes quase me arrependo de dar somente para ele que faz das tripas coração para me agradar que por sorte foi meu primeiro único homem ao qual amo demais por isso resisto as insistentes cantadas principalmente das mulheres tios e primos e isto deixa me muito excitada e quem tem que dar conta deste fogo é o maridão e quando me pega me deixa tonta de tanto gozar principalmente quando soca por horas seu cacete em minha xoxota me fazendo gozar muito e depois me chupa fazendo me entrar em parafuso tamanho prazer sorvendo todo meu prazer em sua boca e quando me põe de quatro mete mais um pouco com gosto parecendo estar com raiva de minha boceta até me encher a boceta de porra e agarrado a mim dormimos fadigados sujos e melada. Quando dorme saio de fininho para o banho porque se acordar entra comigo no banho sendo inevitável negar lhe o cuzinho. Com muita dificuldade conseguimos embaraçar com meu homem grudado atrás de mim deixando me louca sentindo seu cacete duro cutucando minha bunda extremamente excitada num gesto de loucura tirei a camisa deixando ele apavorado tendo que me ajudar abaixar a barra do vestidinho que deixara minha bunda de fora. Sentindo meu prazer melar as virilhas estremeci tendo que fechar os olhos mordendo os lábios para não gemer quando aquela pica alojou no meio de minhas pernas esfregando em meus lábios vaginais molhados e vez ou outra cutucava a entrada de minha boceta me dando orgasmos maravilhosos quase me fazendo perder o juízo tamanha vontade de segurar aquele ferro e meter em minha boceta ali mesmo na frente de todos porem num esforço sobrenatural conseguia me conter curtindo o momento que estava bom demais. Para esconder meu prazer tencionando curtir o máximo aquele momento abaixei a cabeça deitando a nas costas de um senhor a minha frente que servia de apoio para mim e já molinha de tanto gozar me dei conta que aquele cacete não era de meu marido apavorada sem ter coragem de olhar para trás fiz menção de sair dali ficando assustada sentindo o corpo estremecer quando aquelas mãos ásperas seguraram minha cintura me puxando para trás fazendo meu corpo colar novamente no dele e tentando fugir arqueei um pouco o corpo quase surtando de pavor e uma dorzinha gostosa sentindo aquela tora invadir minha boceta e agarrada ao ferro quase debruçada no colo de uma senhora e um homem sentados a minha frente foi inútil tentar fugir de meu invasor que estocando com força sua pica em minha boceta chegando a cutucar meu útero me fez gemer escandalosamente em orgasmos intermináveis sendo um mais intenso que o outro sentindo aquela pica tomando toda extensão de minha boceta e apertando aquele cacete com minha boceta parecendo beijar ele em agradecimento pelo prazer nunca sentido antes estremeci caindo ajoelhada com ele me soltando depois de encher minha boceta de porra que escorria em minhas pernas deixando uma poça no chão. Largada ali no chão me sentindo um lixo fui socorrida por uma senhora que me ajudou a levantar me despertando quando o condutor anunciou a próxima parada sendo esta onde desce quase todos e morta de vergonha parecendo senti aquele cacete ainda em mim suspirei fundo me encostando na porta quase cai para fora quando esta se abriu fazendo me descer pelo lado contrario e da janela ainda com as vistas turvas vi meu marido me procurando e mais que depressa corri para o banheiro aproveitando para chorar muito me lavar e recompor não me perdoando porque isto me deixava melada querendo reviver tudo novamente. Encontrei meu marido na saída e me agarrando nele beijei o como nunca antes com ele tendo trabalho para me segurar porque queria ele dentro de mim ali mesmo na frente de todos e tremula fui contida por ele que querendo saber o que havia acontecido não teve outra saída a não ser chamar um taxi e me levar para o motel onde quase me matou de tanto meter em mim que enlouquecida gozava gozava e gozava pensando naquele cacete dentro de mim e já pedindo arrego tive que aguentar meu homem se fartar de tanto meter em meu cu mesmo detestando anal. Faz uns três meses que isso aconteceu e mesmo sem consegui que confessasse me incentiva escolhendo ele mesmo minhas roupas sendo uma mais escandalosa que a outra e me expõe no metro afirmando querer ver alguém aproveitando de mim. Isso me excita demais tendo que me levar para o motel porém sua pegada não é igual a primeira vez me dando certeza que seu maior prazer é ser corno mesmo.



#10134 Comentários - 27-12-2017 - 06:45 PM por carla muryer - Traição - Confirmo, É EXCITANTE (7) - Nota negativa! (0)
Adicionar aos Favoritos
Enviar a um Amigo
Este conto já foi visto antes

Contamos com a sua decisão. Você leu a totalidade deste conto? Gostou? Não?

Agradecemos que faça a sua votação. Clique num dos links em cima.
Clique em "Confirmo, É EXCITANTE" se gostou do conto ou clique em "Nota negativa" se não gostou. por favor faça-o em consciência. Obrigado pela sua participação.

Comentários dos usuários:

Nota: O site Contos Eróticos (contoseroticos.mundopt.com) não se identifica com os comentários aqui publicados. Os comentários são da inteira responsabilidade dos seus autores e podem ser removidos sem aviso prévio. Se você encontrar aqui algum comentário que considere que ultrapassou todos os limites, por favor clique no link "Relatar" para o reportar à administração. Obrigado.